quarta-feira, 12 de julho de 2017

Wilson

Esse filme "Wilson" é mais um adaptado dos quadrinhos, só que ao invés de super-heróis salvando o mundo temos aqui um sujeito bem comum... ou quase isso. O desenhista Daniel Clowes, que criou o personagem principal, realmente teve uma grande inspiração. Ele apenas deu vida a um solteirão na faixa dos 40 anos que apenas passeia por sua própria existência, muitas vezes exagerando na sinceridade de seu modo de ser. Sua mulher o abandonou anos atrás, pois era viciada em drogas, e ele ficou sozinho ao lado de sua cadelinha de estimação. Casualmente acaba descobrindo seu local de trabalho e ao reencontrá-la descobre que é pai! Wilson pensava que sua esposa havia abortado, mas ela acabou dando a criança (uma menina) para adoção! Com isso ele vai atrás dela, dando origem a todos os tipos de situações constrangedoras.

O roteiro tem uma certa ternura por seu protagonista, mas sem fugir da realidade de que ele é um tremendo de um esquisitão. A interpretação do ator Woody Harrelson caiu muito bem, já que ele também sempre foi um ator especializado em tipos bizarros e esquisitos. Seu Wilson não é uma pessoa que você queira muito por perto. Ele é sem noção, fala coisas absurdas e na maioria das vezes sua sinceridade sem filtros acaba chocando todo mundo. É aquele tipo de sujeito que muitas vezes fala verdades inconvenientes sem ter maldade nenhuma, apenas por não ter muita noção das coisas e do mundo em que vive. Poderia ser qualificado até mesmo como um portador da síndrome de Asperger... quem sabe... só que obviamente o roteiro não quer transformar nada em drama. É uma comédia para rir dos momentos embaraçosos, e é só!

De maneira em geral gostei do filme e de sua proposta. Não é aquele tipo de filme que vai além, rompendo com todas as barreiras, nada disso. Na verdade se formos analisar bem o que temos aqui é apenas uma comédia sobre um homem excêntrico, fora dos padrões, que no final das contas só quer se encaixar nesses mesmos padrões ditados pela sociedade (como ter um relacionamento convencional, com filhos e uma casa suburbana, etc). Por isso a grande tragicomédia de Wilson é saber que mesmo quando critica as banalidades da sociedade em geral, tudo o que ele mais quer é se enquadrar dentro desses mesmos limites banais. Um filme que faz refletir nesse sentido, embora na superfície seja apenas uma produção levemente divertida para se dar alguns sorrisos nervosos, nascidos do puro constrangimento.

Wilson (Wilson, Estados Unidos, 2017) Direção: Craig Johnson / Roteiro: Daniel Clowes / Elenco: Woody Harrelson, Laura Dern, Isabella Amara / Sinopse: Wilson (Woody Harrelson) é um quarentão meio esquisito que acaba descobrindo que é pai! Anos atrás sua ex-esposa, uma viciada em cocaína, havia lhe dito que tinha abortado da gravidez, mas ela estava mentindo pois deu a filha do casal para adoção. Sem pensar duas vezes Wilson então parte em busca da filha perdida, que ele nem sabia existir até aquele momento.

Pablo Aluísio.

Um comentário:

  1. Avaliação:
    Direção: ★★★
    Elenco: ★★★
    Produção: ★★★
    Roteiro: ★★★
    Cotação Geral: ★★★
    Nota Geral: 7.5

    Cotações:
    ★★★★★ Excelente
    ★★★★ Muito Bom
    ★★★ Bom
    ★★ Regular
    ★ Ruim

    ResponderExcluir